Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 23 de Abril de 2021 - 17:38
03/04/2021 as 09:42 | Por Da Assessoria | 3172
Equipe de Saúde continua percorrendo a zona rural para imunizar seus moradores contra covid-19
Não é nada fácil a jornada para vacinar os moradores da zona rural da cidade de Livramento
Fotografo: Publicação
Divulgação

 

Assim é o dia a dia das equipes de Saúde do município de Nossa Senhora do Livramento que deixam a sede municipal quase todos os dias, percorrem às vezes centenas de quilômetros para chegar em longínquas comunidades rurais e imunizar seus moradores contra o coronavírus.

Não é nada fácil a cada jornada diária na outrora bucólica cidade de gentílico papa-banana de pouco mais de 13 mil habitantes, de quase 300 anos de existência, e distante apenas 32 km da capital, Cuiabá.   

São pontes, porteiras, cercas, mata-burros, buracos, poeira, chuva, sol, e muitos solavancos das estradas, afinal, o município livramentense é muito extenso com seus 5.537,413 km² de área territorial distribuída em três distritos e outras 93 pequenas comunidades rurais (fonte IBGE).

Para chegar até as comunidades é obrigatório transpor mais de 120 pontes (quase todas de madeiras), inúmeras porteiras dividindo milhares de pequenas propriedades ao longo de mais de 1.700 km de estradas vicinais.

Chegar até essas comunidades rurais é uma verdadeira aventura, seja de carro, a pé ou a cavalo. Mais isso é o que menos importa. A intenção é imunizar os 70% dos habitantes papa-bananas moradores lá no campo.

São cerca de 9.100 moradores na zona rural contra os 4.000 da zona urbana, totalizando assim os 13.100 habitantes que o município possui, segundo o IBGE.

Para ter uma ideia do tamanho de Livramento, saindo da sede municipal para se deslocar até a comunidade de Baunilha, na Serra das Araras (Região da Morraria), se anda por 130 km. Desses, 18 km estão em terra cacerense já que o município faz divisa com Cáceres, Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger, Poconé, Várzea Grande, Jangada, Rosário Oeste e Porto Estrela.

Partindo da comunidade de Baunilha passando pela sede municipal para se deslocar até a Ilha do Piraim, no Baixo Pantanal, somaríamos mais de 220 km já que da sede até a referida ilha são mais 96 km. Seria como percorrer da capital, Cuiabá até a cidade de Cáceres.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil