Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020 - 07:16
01/10/2020 as 05:45 | Por PMMT | 1412
Goleiro da Escolinha de Futebol da Rotam é selecionado para jogar no Cuiabá Esporte Clube
Jogador do projeto social da PM, Gabriel Rodrigues, de 14 anos, foi selecionado para fazer parte do elenco Sub-14 do Cuiabá
Fotografo: Divulgação
Publicação

 

 

 

 

Mais um jogador de futebol do projeto social da Polícia Militar de Mato Grosso, a Escolinha Grêmio Rotam está alçando voos mais altos na carreira profissional. Gabriel Rodrigues de Oliveira Silva, de 14 anos, passou na seletiva para fazer parte do elenco Sub-14 do time do Cuiabá; atual líder da Série B no Campeonato Brasileiro. 

Morador do Parque Geórgia, Gabriel Rodrigues, há um ano, entrou para o projeto desenvolvido pelo Batalhão Rotam da PM que oferece aulas de futebol. A seletiva realizada nos dias 23, 24 e 25 de setembro, desafiou e colocou à prova todo o domínio de Gabriel com a bola. Depois de enfrentar a peneira profissional, o jovem comemorou com a família, amigos e treinadores a vaga de goleiro no time profissional do coração dos cuiabanos, que ainda este ano, pode conquistar vaga na tão sonhada série A do Brasileirão. 

 

Gabriel com o novo colega de trabalho, o goleiro Victor Souza

Contente pelas novas oportunidades, Gabriel revela os nomes daqueles que tanto lhe inspiram para não desistir e lhe dizem para manter o foco em seus objetivos.

“Eu tenho muito orgulho de fazer parte da escolinha Rotam, me orgulho de onde sai. Meus professores sargento Juniel Padilha, Cabo Esmail Gorgonha, Sargento Renildo Conceição, o Barata e o Werkcerlley Benevides são minha inspiração. Antes de começar os treinos eles sempre falam para gente sobre sonhos e oportunidades. Desanimava as vezes, mas eles nunca deixam a gente desistir. Estão sempre nos incentivando. Isso vou levar para vida”, conta o jovem. 

A mãe de Gabriel, Silvana Rodrigues de Oliveira ressalta o orgulho que tem do filho e de toda a trajetória do jovem na escolinha de futebol da Rotam. Silvana diz que desde os cinco anos de idade o filho sonha em ser goleiro. 

“Meu filho jogava no futsal, em outra escola, mas ele não estava gostando porque não tinha campeonato. Quando soubemos do Grêmio Rotam aqui perto de casa, não pensamos duas vezes em conseguir uma vaga para ele na escolinha. Meu filho ama o Grêmio Rotam e somos muito gratos por todo a dedicação desses policiais militares que voluntariamente ajudam inúmeras crianças e jovens por meio do esporte”, desta Silvana.  

A equipe da Rotam que coordena o projeto social da escolinha de futebol do Grêmio Recreativo da PM conta que Gabriel é dedicado e talentoso e que fazer parte do desenvolvimento profissional de um jovem é saber que a Rotam está no caminho certo.

Sargento Juniel Padilha explica “que a iniciativa conta com a dedicação de policiais militares voluntários que por meio do futebol levam cidadania e mostram às crianças e adolescentes que a dedicação e a disciplina abrem muitas oportunidades de uma vida melhor, longe da criminalidade, das drogas e da violência”. 

Fã do jogador de futebol mato-grossense Rogério Ceni, Gabriel diz que aprendeu com os policiais da Rotam a nunca deixar de sonhar. Determinado, o novo goleiro do Cuiabá sonha em defender a Seleção Brasileira de Futebol, Manchester City e o Barcelona.

 

O comandante do Batalhão Rotam, tenente-coronel Paulo Cesar destaca que a escolinha da unidade especializada da Polícia Militar é reflexo do comprometimento da corporação com o bem da sociedade.

"Além das nossas equipes atuarem na linha de frente no combate à criminalidade, a Rotam se dedica na prevenção primária, ou seja, projetos sociais que alcançam inúmeras pessoas. A Escolinha de Futebol e o Jiu-Jistsu Rotam formam essas crianças e jovens, são iniciativas que evitam que essas pessoas optem pela violência, pela criminalidade", ressalta o comandante.

Escola de Futebol da Rotam

A escola atende atualmente 100 crianças e adolescentes entre 07 e 15 anos de idade. As aulas ocorrem na sede do projeto no Parque Georgia, no Coxipó, em Cuiabá. Toda a equipe de professores que atua na escolinha é formada por policiais militares graduados em Educação Física. As aulas são gratuitas e os policiais participam da iniciativa voluntariamente. 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil