Fotografo: Assessoria
...
Publicação

 

 

 

 

 

José César da Silva, de 39 anos, e Olice Paixão dos Santos, de 59, entram para o ranking das mais de 500 pessoas que venceram a Covid-19 em Cuiabá. Os dois pacientes, que estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Referência há 60 e 45 dias, respectivamente, receberam alta hospitalar nesta segunda-feira (29) em clima de completa comoção.

“Eu cheguei morto. Deus me trouxe de volta. Não consigo nem expressar o tamanho da minha gratidão por Deus e a toda equipe do hospital”, disse José Cesar, que apesar de não pertencer ao grupo tido como risco, desenvolveu a forma grave da doença, apenas três dias após os primeiros sintomas.

A comoção tomou ainda mais força, quando Ivanildes da Silva, 59 anos, e Joeli Ramos, de 39, (esposa e filha) recepcionaram Olice em prantos e muita oração de agradecimentos pela cura. “Foi Deus quem o curou. Ele já chegou aqui muito grave. Mas não perdemos a esperança. Eu sabia que Deus ia curá-lo porque Deus é fiel e apenas ele poderia trazer meu esposo à vida novamente”, contou Ivanildes, emocionada.

“A única coisa que posso dizer é que só quem passou pelo que eu passei e que viu tantas pessoas morrerem, sabe que com esse vírus não brinca. Deus me devolveu a vida por meio das mãos dos profissionais da saúde que se dedicaram muito para me curar. Eu vou agradecer eles e ao prefeito Emanuel Pinheiro para sempre. Pelo que fizeram por mim e por tantos outros que aqui estão ou que aqui passaram. Mas, eu falo gente, não esperem chegar aqui para entenderem que não é brincadeira e que essa doença veio para matar”, completou Olice.

GRAVIDADE

A assistente social da unidade hospitalar, Clídia da Silva que também é irmã de José Célio fez uma apelo à população “A Covid-19 deixou de ser um vírus para tornarem-se rostos conhecidos. Como profissional da Saúde, já tinha a exata dimensão da gravidade, mas posso garantir que nada se compara a dor de ter um familiar e amigo seu lutando contra essa doença. Não brinque com a Covid-19, não espere passar pelo que passamos dentro de um hospital para entender que nem todos terão a mesma sorte de saírem vivos dessa doença”, finalizou.

ATENDIMENTO

O Hospital de Referência atende a população com 40 para UTIs adultos e 15 infantis exclusivas para acometidos pelo Coronavírus. Outros 30 leitos estão em fase de implantação e deverão entrar em funcionamento nas próximas semanas. 

Destes, 20 foram conseguidos por intermédio do deputado federal, Emanuel Pinheiro Neto, junto ao Ministério da Saúde, e outros 10 aguardados por meio de contrapartida do Governo do Estado, conforme acordado em reunião entre Prefeitura e Governo no último dia 15 de junho. Além disso, o Hospital São Benedito também oferta 40 leitos de UTI exclusivos à Covid-19.