Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 23 de Abril de 2021 - 17:59
06/04/2021 as 05:44 | Por Da Assessoria | 1537
'Não temos um frasco sequer de vacina da primeira dose estocada', diz secretária
Em geral, mais as 1.165 doses já aplicadas resulta no montante de 3.021 doses
Fotografo: Publicação
Divulgação

 
 
Ao ser questionada pelos vereadores em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (5), ‘se o setor de saúde da cidade de Nossa Senhora do Livramento tinha ou não vacinas estocadas’, a secretária de Saúde do município, Rita Aurélia Malaquias Proença respondeu: “Não temos um frasco sequer de vacina da primeira dose estocada! Aplicamos tudo nos últimos dias alcançando assim 1.165 pessoas com a 1ª dose. O que temos hoje são: 581 doses para segunda dose da população em geral, mais 1.275 doses, também da 1ª dose, para imunizar os quilombolas.”
 
A secretária divulgou os números aos edis e segunda ela, se somadas as 1.275 primeiras doses dos quilombolas, mais as 581 segundas doses para a população em geral, mais as 1.165 doses já aplicadas resulta no montante de 3.021 doses.  “É esse o total de doses de vacinas já recebida pelo nosso município e não o quantitativo de 4.081 doses que está sendo divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado do Mato Grosso.”
 
Segundo Rita, na verdade, há divergência de dados nos sistemas estadual e nacional, como o ESUS NOTIFICA e o LOCALIZA SUS que não constam dados confiáveis do município, e ainda induz a várias interpretações a erros.
"Aliás, erros que tem induzido a mídia a publicar números contraditórios aos nossos, infelizmente. Sem falar que parte da população se vê revoltada com tal despautério do estado”, ressaltou Rita que também explicou aos vereadores do lugar, sobre um oficio que foi encaminhado no dia 30 de março de 2021, para que o Escritório Regional de Saúde da Baixada Cuiabana para que o mesmo fizesse a correção, mas que até o momento o erro persiste.
 
“Trabalhamos de maneira incansável, dia e noite pela imunização da população livramentense, realizando busca ativa para atingir a população idosa nas localidades de mais difícil acesso, realizando a vacinação em domicílio, expandindo a vacinação aos finais de semana por meio de mutirões, aumentamos a equipe técnica para a alimentação do sistema SI-PNI, contribuindo para um efetivo alcance do percentual de vacinação no estado e ai a gente acessa o portal do estado e vê que o erro grosseiro ainda está lá. Refutamos isso veementemente”.
 
Ao final da reunião, a secretária Rita Aurélia e a RT de Imunização da Covid do município, Stéfanne Carolyne, protocolaram na Casa de Leis, um relatório das vacinas recebidas e cópias de todas as notas fiscais das entregas feitas pelo estado.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil