Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Terça-Feira, 18 de Janeiro de 2022 - 20:27
12/11/2021 as 06:09 | Por Willian Silva |
Parceria entre instituições viabiliza instalação de unidade da PRF para combate ao tráfico
A unidade vai cobrir parte do trecho de 1,2 mil quilômetros da rodovia entre Santa Helena (MT)
Fotografo: Prefeitura de Guarantã do Norte
Instalação de posto da PRF em Guarantã do Norte

 

 

A partir desta quinta-feira (11.11) os moradores das cidades ligadas pela BR-163 no extremo Norte de Mato Grosso terão mais segurança, com a presença da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A instalação da Unidade Avançada da PRF é resultado da atuação do Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Cetrap), que trabalha no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, trabalho escravo e infantil.

A unidade foi instalada em Guarantã do Norte (710 km de Cuiabá) e vai cobrir parte do trecho de 1,2 mil quilômetros da rodovia entre Nova Santa Helena (MT) e Altamira (PA), tido como um perímetro vulnerável à exploração sexual e trabalho escravo por se tratar de uma circunscrição em que as polícias estaduais não têm autonomia para atuar no combate aos crimes ocorridos em seu entorno.

A BR-163 é o principal corredor para o escoamento da produção agrícola do Estado até o porto de Santarém/PA e esse intenso fluxo torna a população daquela região mais suscetível. O projeto “Mapear” identificou no ano passado 133 pontos de exploração sexual nas BRs de Mato Grosso e esses casos ocorrem na sua maioria em postos de combustíveis e no perímetro urbano.

A representante da Comissão de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Dulce Regina Amorim, comemorou e destacou que esta é uma das maiores conquistas alcançadas pela comissão, mas que quem ganha é a população. “Esta base operacional vai atuar na fiscalização, identificação e prevenção dos casos de exploração sexual na BR-163 e a partir de agora a sociedade tem um importante aliado para denunciar os casos”, lembrou.

Assessoria
Créditos: Prefeitura de Guarantã do Norte

 

O superintendente da PRF, Élcio Lima Lucena, agradeceu o apoio do Cetrap e disse que a comissão teve um papel fundamental para a instalação da unidade no município que está na divisa com o Pará, sendo a porta de entrada para Mato Grosso. “A presença da PRF é uma consolidação de uma luta do Cetrap é um conjunto de esforços para que possamos trazer mais dignidade às comunidades da região”, elencou o superintendente.  

O prefeito de Guarantã do Norte, Erico Viana Gonçalves reconheceu a necessidade da presença da PRF na região e cedeu um imóvel para a instalação do posto após intermediação do conselho de enfrentamento ao tráfico de pessoas. “A instalação da PRF aqui é a realização de um sonho que ocorreu com o apoio da Secretaria de Segurança Pública e do Cetrap. Com mais segurança, essa conquista vai permitir o desenvolvimento do município”, agradeceu.

O comandante regional da Polícia Militar de Peixoto de Azevedo, tenente-coronel de James Jacio Ferreira, está convicto de que a presença da PRF vai promover a redução dos delitos de trânsito além dos casos de tráfico de pessoas. “A instalação dessa base vai contribuir ainda mais para a redução de todos os indicadores criminais da região, além de dar suporte no trânsito e salvando vidas”, destacou.

A chegada da PRF no município também foi comemorada pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Guarantã do Norte (ACEG), Hermes Olney Brandão, que participou da inauguração. “A vinda de mais policiais para o município traz mais tranquilidade aos comerciantes e até a população rural que pode se deslocar até a cidade com mais segurança”, disse o presidente da ACEG.

A freira Dione Santos Barretos, irmã Cida, foi a convidada especial do Cetrap para inauguração da unidade. Ela tem um papel fundamental no enfrentamento aos crimes relacionados à exploração sexual na região. Irmã Cida foi a primeira pessoa a identificar os casos de exploração sexual na região do município de Peixoto de Azevedo por meio do projeto Sentinela ainda em 2005. Com o fim do projeto, ela se tornou aliada do Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil