Prefeita entrega mais uma escola 100% reformada


Esta é a terceira escola entregue neste ano para os bairros

PREFEITURA MUNICIPAL Publicada: 18/03/2019 04:46:06 Autor: Assessoria
Foto: Divulgação
Publicação .

A prefeitura de Várzea Grande, por meio da secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer entregou nessa manhã (15), a terceira escola reformada em 100% e pronta para o ano letivo de 2019. A unidade foi a terceira devolvida à comunidade, somente nessa semana, concretizando um investimento de R$ 1,73 milhão em obras e a oferta de 1.615 novas vagas no ensino público municipal, totalizando R$ 5 milhões de investimentos entre obra e equipamentos.

Foram entregues na última segunda-feira (11), a Escola Municipal de Educação Básica (EMEBs), Air Addor, no bairro Ouro Verde, que recebeu R$ 571,78 mil e a EMEB ‘Honorato Pedroso de Barros’, no bairro Água Vermelha, onde foram aplicados outros R$ 608,43 mil. Hoje foi a vez da EMEB ‘Napoleão José da Costa’, no bairro Jardim Marajoara II, com investimentos de R$ 553,82 mil. As três unidades marcam o início do ano letivo atual pois foram completamente reformadas no período das férias e são as primeiras devolvidas à população nesse ano e sem comprometer o calendário escolar, que exige 200 dias letivos.

A EMEB ‘Napoleão José da Costa’ – que homenageia o ex-prefeito da cidade – atende da Educação Infantil ao terceiro ano do Ensino Fundamental (Ciclo Básico de Alfabetização Cidadã/CBAC) e reúne 522 alunos, que tiveram o ano letivo de 2019 iniciado nessa semana e terão aulas até dezembro.

Como explicou a diretora interina, Daluza Benedita de Arruda, o calendário foi elaborado pelos técnicos da secretaria de Educação e garante às 800 horas/aulas e 200 dias letivos, conforme prevê a legislação federal. “As obras foram muito bem planejadas, de modo que não tivemos perdas de carga horária, nem na conclusão do ano letivo de 2018 e muito menos atrasos para iniciar 2019”, explicou o secretário de Educação, Silvio Fidelis. Como define, para encerrar 2018 sem prejuízos, se abriu mão de alguns feriados locais, respeitando apenas os nacionais, que são datas em que os pais estão de folga e podem passar mais tempo com as crianças.

“Unidades reconstruídas como essa, passam a ser um referencial. Desde o início das obras, sentimos que a procura por vagas na nossa escola aumentou, pois a reconstrução recuperou a autoestima da comunidade escolar”. Ainda como observou a diretora, “cabe a todos preservar e conservar a partir de agora”. A diretora, Lilian Gonçalves – que está de licença maternidade – participou do evento e frisou que a reforma geral “transforma sonhos em realidade”.

“Temos uma verdadeira força-tarefa em atividade na área da Educação. São cem obras de todos os portes com objetivo de melhorar a infraestrutura física e consequentemente a qualidade do ensino. De 2015 até 2018, por exemplo, evoluímos muito nos indicadores que medem a qualidade de ensino-aprendizagem e na oferta de um ambiente digno dentro das escolas. A partir de agora, Várzea Grande foca na busca pela excelência do ensino e dos seus resultados. É a nova etapa de evolução que adotamos, após anos de investimentos pesados e contínuos. Muitas dessas unidades reformadas – entre as entregues e em obras – estavam há mais de uma década sem qualquer tipo de reparo e ou manutenção. Essa realidade é página virada, graças à dedicação de cada servidor municipal”, destacou a prefeita Lucimar Sacre de Campos, durante a entrega da obra.

Como destaca a prefeita, em 2018 foram 19 novas escolas entregues, sendo 17 delas unidades que receberam reformas ou melhorias e duas que foram construídas.

O presidente do bairro Marajoara II, Paulo Figueiredo, lembrou que a recuperação da escola é apenas uma das muitas ações já realizadas no bairro, durante a gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos. “Várzea Grande vem crescendo e evoluindo, graças ao zelo da atual gestão”. O bairro, ainda com ruas sem asfalto, está incluindo no pacote de obras de infraestrutura que prevê pavimentação em 150 quilômetros ainda nesse ano. As obras no local foram confirmadas pela prefeita, durante a entrega da escola.

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, disse que o município de Várzea Grande vem ano a ano, elevando o seu Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), e isso se deve as inúmeras melhorias que a Pasta vem recebendo nos últimos quatro anos. A avaliação não poderia ser melhor, destaca o gestor. “Com a integração e melhoria do ensino, desde a infância, acredita-se que o estudante da rede pública municipal em pouco tempo estará muito mais preparado”, avaliou.

“Essas melhorias apenas comprovam a responsabilidade com que esta gestão está tendo com a Educação Pública municipal e em melhorar a qualidade do ensino, sem esquecer do reconhecimento e respeito a todos os servidores que compõem a pasta”, comemorou Silvio Fidelis.

Para 2019, como observa o secretário, a Educação receberá a maior fatia dos recursos municipais. Conforme a Lei Orçamentária Anual (LOA) e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) , serão R$ R$ 215,09 milhões no atual exercício fiscal.

Ainda como faz questão de ressaltar Silvio Fidelis, 2018 foi um ano de inúmeros resultados e 2019 será ainda mais histórico para a educação pública municipal. “Conseguimos ao longo desse ano investir de forma considerável na capacitação dos profissionais, bem como investimentos feitos nos espaços físicos das unidades que necessitaram de infraestrutura, compra de equipamentos modernos e o mais importante o avanço na qualidade do ensino público”, disse.

O ‘pacote’ da Educação segue com obras inauguradas e reconstruções ao longo desse ano, especialmente com ações que estão sendo preparadas para as festividades alusivas aos 152 anos de fundação de Várzea Grande, comemorado durante todo o mês de maio. Entre elas estão quatro Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI). A educação pública municipal encerrou 2017 com cerca de R$ 24 milhões em investimentos, sendo boa parte desse montante de recursos próprios e voltado à expansão e melhoria física das unidades.

Para 2019 estão previstas licitações (60), entregas de ordens de serviços e conclusões de novas unidades, especialmente de creches, chamadas de Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). São ao todo 100 frentes de obras compreendendo as três vertentes de trabalho. No Planejamento Estratégico da Pasta chama à atenção o ‘pacote’ de 23 obras em execução, 2 aguardando ordem de serviço, e 60 em processo de licitação. Das 23 obras em andamento 15 são de novas creches, o que amplia em mais de 5 mil novas vagas a oferta de matrículas na Educação Infantil local até o início do ano letivo de 2020.

Somente na Educação Infantil, por meio dos novos CMEI’s, R$ 30, 8 milhões estão sendo aplicados entre recursos do governo Federal com contrapartida do Município.