Fotografo: Divulgação
...
Publicação

 

 

 

 

Por meio de sua equipe administrativa do Parque das Águas, a Prefeitura de Cuiabá identificou na manhã desta segunda-feira (29) o furto de cerca de 2,2 mil metros de cabeamento do espaço de lazer. Conforme levantamento inicial do Município, o ato de vandalismo contra o patrimônio público gerou um prejuízo de aproximadamente R$ 300 mil. 

O valor engloba, além de toda a fiação, a parte de tubulação e quadro de energia que também foram danificados e precisarão ser refeitos. Somado a depredação já efetuada, o monitoramento constatou ainda escavações próximas a postes de iluminação instalados em outros setores do parque, como se o local já estivesse sendo preparado para novas ações. 

O Município não consegue precisar o momento exato do ocorrido, mas acredita que tenha sido executado durante o fim de semana. Um Boletim de Ocorrência (B.O) já foi lavrado para apuração do caso. Paralelamente, a Empresa Cuiabana de Limpeza Urbana (Limpurb) também dará início ao processo de aquisição de novos materiais para a realização do reparo. 

“Temos os guardas no local, porém, com toda razão, eles se sentem inibidos a atuar nesse tipo de situação. Por isso, pedimos o apoio da Polícia Militar. Também contamos com a ajuda da população e pedimos que utilize o 190 para denunciar. A Prefeitura tem trabalhado para vencer a Covid-19, mas infelizmente tivemos esse prejuízo”, explica o titular da Limpurb, Anderson Matos. 

No enfrentamento a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura tem adotado uma série de medidas para proteger a saúde da população. Uma dessas ações foi o desligamento da iluminação do parques, visando evitar aglomerações e inibir o contágio do vírus. Todavia, denúncias apontam que a marginalidade tem se aproveitado da situação para cometer atos ilícitos. 

“Tivemos que tomar esse decisão, já que uma boa parte da população não estava obedecendo a recomendação do isolamento. Infelizmente, a marginalidade tem aproveitado para praticar esse e outros atos, como o consumo de drogas no local. Faço um apelo às forças de segurança, que tem sido uma grande parceira, para dar uma atenção especial a esse local”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.