Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020 - 09:17
22/10/2020 as 05:08 | Por ANGELO VARELA | 367
Projeto de Lei quer campanha permanente de incentivo à vacinação
Proposição visa incentivar campanhas informativas com materiais impressos ou digitais para ampliar
Fotografo: Divulgação
Publicação

 

 

 

 

A saúde publica tem sido amplamente discutida, tanto nas esferas dos poderes competentes, quanto pela população e suas lideranças locais. Neste sentido, o deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou na Assembleia Legislativa (ALMT),o Projeto de Lei (PL) nº 910/2020 que institui, no Estado de Mato Grosso, a Campanha Permanente de Sensibilização, Informação e Incentivo à todos os tipos de Vacinação. A medida visa promover a disseminação das informações corretas, e eficácia da vacinação para o controle e a erradicação de doenças.

“Neste ano de 2020, Mato Grosso registrou preocupante queda na imunização de crianças, não alcançando os índices esperados e ficando abaixo das metas previstas pelo Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde”, explicou Faissal

Segundo o deputado, tal fato pode ser explicado pela situação atípica que o mundo está vivenciando, em razão da pandemia do novo Coronavírus. A falta de adesão à vacinação pode estar ocorrendo devido ao receio do contagio pela Covid-19.

Conforme o Ministério da Saúde, as baixas coberturas vacinais registradas, sobretudo daquelas que fazem parte do calendário nacional de vacinação, representam uma ameaça no que tange ao retorno de doenças comuns no passado e que de certa forma tiveram sua circulação freada pelo trabalho de imunização.

“Com a Campanha Permanente, o Estado soma esforços com a sociedade no sentido de divulgar a boa informação e combater as fake news (notícias falsas), demostrando a confiança no Programa Nacional de Vacinação e na qualidade de suas vacinas. Afinal, manter a caderneta de vacinas em dia é uma medida de saúde coletiva”, conclui o parlamentar.       




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil