Fotografo: Assessoria
...
Publicação

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, que também é presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime Região Centro-Oeste participou, na terça-feira (10), em Brasília, de reunião com representantes da Secretaria de Alfabetização (Sealf), do Ministério da Educação. Na pauta, a apresentação e discussão de uma proposta inicial para o Programa de Alfabetização. A Sealf é a secretaria responsável por planejar, orientar e coordenar a implementação de políticas para a alfabetização de crianças, jovens e adultos.

Juntamente com o secretário, participaram da reunião o presidente da Undime nacional, Luiz Miguel Martins Garcia, Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci (SP); vice-presidente da Undime Região Nordeste, Williams Brandão, Dirigente de Elísio Medrado (BA); o vice-presidente da Seccional Ceará, José Marques Aurélio de Souza, Dirigente de Jucás (CE); e a assessora institucional, Maria Edineide de Almeida Batista.

Pelo MEC participaram o secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim; o diretor de Alfabetização Baseada em Evidências, Fábio de Barros; e William Ferreira Cunha, assessor da Sealf.

A proposta da Secretaria e discutida na reunião é que o Programa de Alfabetização Escolar do Governo Federal seja uma construção conjunta entre o MEC e as partes envolvidas no processo de alfabetização, isto é, as redes municipais de educação. "Essa interação é fundamental para que o programa esteja adequado às necessidades das redes", disse Fábio de Barros.

Na proposta apresentada, estão contempladas ações como: curso de formação continuada em práticas de alfabetização, curso de formação continuada para gestores de pré-escolas e anos iniciais do Ensino Fundamental, Sistema Online de Recursos para Alfabetização, teste de fluência em leitura oral e avaliação de impacto do programa.

Os participantes tiveram a oportunidade de ouvir dos representantes do Sealf que a Secretaria está considerando em termos de organização do programa e ações, bem como fazer contribuições sob o ponto de vista de quem lida cotidianamente com esse tema. "Esse foi o nosso primeiro contato para tratar do Programa de Alfabetização. Avaliamos que é essencial o MEC escutar quem está lá na ponta e quem tem a experiência e sabe o que funciona e o que não funciona quando falamos em execução de um programa", ponderou o presidente da Undime.

A reunião realizada no Ministério da Educação foi o primeiro encontro do Grupo de Trabalho criado para tratar do Programa de Alfabetização, que é uma das ações da Política Nacional de Alfabetização (PNA), estabelecida pelo Decreto nº 9.765, de 11 de abril de 2019.