Fotografo: Assessoria
...
Equipes de regulação encontram grande dificuldade para a transferência dos pacientes aos leitos

 

 

 

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informa que a situação da taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI é crítica, à margem dos 90%. Isto é, as equipes de regulação encontram grande dificuldade para a transferência dos pacientes aos leitos de Terapia Intensiva, pois as unidades referenciadas já chegaram à lotação, contando apenas com os leitos de retaguarda – que, pela norma, deveriam ficar disponíveis exclusivamente para a assistência de emergência dos pacientes já internados em enfermaria.

A gestão estadual, em parceria com as prefeituras, trabalha na ampliação de novos leitos de UTI na baixada cuiabana e em todo o Estado, contudo, já tem dificuldades para encontrar profissionais capacitados, apesar de toda a publicidade dada aos editais de chamamento.