Fotografo: Assessoria
...
Publicação

Acolhendo recomendação da prefeita Lucimar Sacre de Campos, o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19, que centraliza todas as decisões administrativas da segunda maior cidade de Mato Grosso, determinou a prorrogação dos concursos públicos realizados em 2018 e que vencem neste primeiro semestre de 2020.

Maior concurso realizado dos últimos anos, para mais de 2,6 mil vagas, os mesmos serão prorrogados por mais dois anos, portanto até 2022, como prevê a legislação, em que pese, as duas principais Secretarias Municipais, com mais de 60% das vagas, Saúde e Educação, já terem convocados mais de 90% dos aprovados e em alguns casos chamados até classificados, que são aqueles que ficaram além das vagas disponíveis, mas podem ser chamados diante da necessidade do Poder Público.

“As prioridades são para Saúde e Educação até para se garantir o atendimento as pessoas que necessitam neste momento de dificuldades”, disse o presidente do Comitê de Enfretamento e secretário de Governo, Kalil Baracat.

Os secretários de Saúde, Diógenes Marcondes e de Educação, Silvio Fidélis assinalaram que paulatinamente nos últimos meses houve convocações, mas diante do crescimento da necessidade, é possível que classificados sejam convocados para assumirem as vagas diante da necessidade provocada pela pandemia que exige de ambas as áreas uma ampliação dos serviços prestados nestas duas áreas essenciais.

“A rotatividade na área de saúde é muito grande e sempre temos mais demandas, inclusive porque, novas unidades serão entregues nos próximos dias, para reforçar a Atenção Básica, deixando as unidades de urgência e emergência como as UPAS e o Hospital Pronto Socorro para os casos que exigem maiores cuidados, pois 90% dos problemas são solucionados na Atenção Básica”, disse Diógenes Marcondes da Saúde de Várzea Grande.

Ele ponderou que quando a prefeita Lucimar Sacre de Campos assumiu em 2015, Várzea Grande não atendia nem 20% de cobertura na Atenção Básica e com as obras que serão entregues neste ano, atingirá a 90%, sinalizando que a cidade cresce sua população uma média de 7% ao ano e isto exige mais investimentos e mais pessoal especializados.

Já para o secretário de Educação Silvio Fidélis, a grande maioria dos aprovados no último concurso já foram convocados e também já chamou classificados. “Professores foram todos convocados para assumirem e já chamamos classificados, assim como outras funções primordiais para a Educação Pública”, explicou.

Ele ponderou que uma série de medidas estão sendo executadas e outras planejadas para atender as demandas em tempo de pandemia. “Estamos planejando para eventualmente atender as exigências do ano letivo, seja com materiais pedagógicos para os alunos cumprirem seu aprendizado, seja com a reposição das aulas necessárias se este quadro perdurar e isto demanda mais pessoal e mais investimentos”, disse Silvio Fidélis.

“Estaremos preparados para evitar que os alunos da Rede Pública Municipal de Várzea Grande tenham prejuízo no seu aprendizado e no ano letivo de 2020”, sinalizou o secretário de Educação que cuida de mais de 29 mil alunos.