Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 - 16:41
19/05/2022 as 06:21 | Por Assessoria |
Força-tarefa de combate ao frio é ação emergencial e foco da Prefeitura é retirar população das ruas
Já faz parte da rotina das nossas equipes fazer essa abordagem para levar o acolhimento
Fotografo: Divulgação
Publicação

 

A força-tarefa da Prefeitura de Cuiabá, via Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, em conjunto com o Núcleo de Apoio à Primeira-dama, atua de forma emergencial para amenizar os impactos do frio na população em vulnerabilidade social.

Entretanto, de acordo com a secretária Hellen Ferreira, titular da Assistência Social, o trabalho principal da prefeitura é retirar essas pessoas das ruas e oferecer suporte social para que elas saiam de vez da situação de risco.

“O trabalho essencial é o realizado pelas equipes técnicas, tanto nas unidades especializadas quanto nas de acolhimento, que é o encaminhamento e identificação dessa pessoa e das suas necessidades. Seja de acesso à documentação pessoal, serviço de saúde, retorno ao convívio familiar porque, às vezes, ela precisa de uma passagem por estar em trânsito pelo município. Ou seja, um atendimento mais completo diante de todas as duas necessidade” explicou.   

A equipe de abordagem social percorre, durante todos os dias de frio, os principais pontos de aglomeração para oferecer esse trabalho de retirada das ruas e encaminhamento, concomitantemente com as ações emergenciais que consistem na entrega de cobertores e alimentação.

Desde o início das primeiras frentes frias já foram encaminhados em torno de 38 pessoas aos albergues municipais para onde são encaminhados aos serviços sociais que visam retirar essas pessoas das ruas. Além disso, mais de 2 mil cobertores e 1 mil kits de alimentos já foram distribuídos durante os trabalhos da força-tarefa.

“Já faz parte da rotina das nossas equipes fazer essa abordagem para levar o acolhimento institucional, mas quando há essas mudanças de temperatura esses serviços são intensificados. O que normalmente faria no período matutino, se estende ao noturno. A oferta de alimentação, cobertor e demais serviços sociais”, disse a secretária Hellen Ferreira.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil