Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 - 17:31
04/05/2022 as 05:52 | Por Assessoria |
Governo de MT alerta para a responsabilidade e o papel do cidadão no trânsito
Durante todo o mês serão intensificas as Operações Lei Seca, bem como a realização de palestras
Fotografo: Divulgação
Publicação

O Governo de Mato Grosso lançou nesta terça-feira (03.05) o movimento "Maio Amarelo - Juntos Salvamos Vidas", uma ação que visa chamar a atenção para os altos índices de mortes no trânsito. Prevista no calendário anual da Câmara Temática de Trânsito do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), a campanha conta com programação durante todo o mês.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, afirmou que o governo estadual vem trabalhando para conscientizar a população sobre os riscos da impruduência no trânsito, como a direção após o consumo de bebidas alcoólicas.

"A campanha vem com esse objetivo de chamar atenção e alertar a sociedade para a responsabilidade e o papel de cada cidadão", pontuou. "Bebida e direção não combinam. Em 2021, por exemplo, foram 900 prisões de motoristas por embriaguez durante operações Lei Seca", acrescentou.

As atividades educativas do Maio Amarelo estão sendo desenvolvidas em parceria com órgãos como Detran, Polícia Judiciária Civil (Delegacia de Trânsito), Polícia Militar (Batalhão de Trânsito) e instituições municipais de fiscalização de trânsito, a exemplo da Semob em Cuiabá e da Guarda Municipal de Várzea Grande.

Na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), por exemplo, motoristas e pedestres podem ver, próximo ao viaduto da Avenida Miguel Sutil, um carro estacionado no canteiro, simulando uma ocorrência de acidente de trânsito. 

De acordo com a gerente de Ações Educativas do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), Gresiella Almeida, durante todo o mês de maio serão realizadas blitz de orientação, ciclo de palestras, passeios ciclísticos, motorista da rodada e diversas reuniões com representantes das Segurança Pública e Poder Público com objetivo de trazer estratégias para redução de ocorrências no trânsito. 

"Vamos realizar diversas ações de forma integrada com demais instituições de Segurança Pública e parceiros, buscando essa reflexão sobre as atitudes mais seguras no trânsito. A adesão das cidades do interior é de grande importância, pois vamos conseguir somar mais forças em prol da vida", apontou. 

Segundo a coordenadora do GGI, major PM Monalisa Toledo, apenas em 2021 foram realizadas 100 edições da Operação Lei Seca. Este ano já foram promovidas 65 ações na capital e interior do Estado, o que tornam Mato Grosso referência nacional.

"O Estado é referência em nível nacional pela integração entre às instituições nesse enfrentamento a violência no trânsito. Nós contamos com a participações de todas as instituições da Segurança Pública, Ministério Público e as unidades municipais de fiscalização no trânsito", ressaltou.

Mortes no trânsito

No primeiro trimestre de 2021, 124 pessoas morreram em acidentes de trânsito no Estado de Mato Grosso. Já em 2022 foram contabilizadas 112 mortes. Em relação aos índices de lesões corporais, as estatísticas registram 2.326 e 1.646, no primeiro trimestre de 2021 e 2022, respectivamente. 

O comandante do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário, tenente-coronel Adão César Rodrigues da Silva, apontou que a maior causa de acidentes no trânsito é devido a imprudência dos motoristas. "Infelizmente essa é a principal causa: falta de respeito às regras de trânsito, pois muitos condutores excedem o limite de velocidade, e tentam fazer ultrapassagem e conversão em locais proibidos. Então, são conjuntos de fatores que, consequentemente, vitimam muitos inocentes", observou. 

Já o subcomandante da Guarda Municipal de Várzea Grande, Alexander Gouveia Ortiz, chamou a atenção para o uso de celulares durante a direção. Ele enfatizou que pesquisas apontam que os perigos de utilizar o aparelho telefônico enquanto dirige se equivale a uma pessoa estar embriagada, pois o condutor perde a atenção e concentração.

"O recado que damos aos condutores é que respeite sempre a sinalização no trânsito, não dirija se tiver consumido bebida alcóolica, não use o aparelho celular ou outro equipamento eletrônico e use sempre o cinto de segurança. São ações simples, mas que salvam vidas", afirmou.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil