Portal fundado em 01 de fevereiro de 2014; Pelo jornalista Roberto Marques

Cidadão Repórter

65992519733
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 - 16:25
14/06/2022 as 06:42 | Por Assessoria |
Palestra sobre enfrentamento ao Assédio reúne dezenas de pessoas em Livramento
Na ocasião magistrada cobrou urgência de políticas públicas para redução da violência contra as mulheres
Fotografo: Divulgação
Publicação

Uma palestra sobre o enfrentamento ao assédio sexual e moral ministrado pela  desembargadora Maria Erotides Kneip na última sexta-feira, 10 de junho, na Câmara de Nossa Senhora do Livramento, reuniu dezenas de pessoas. Autoridades públicas também se fizeram presentes, entre elas, o prefeito e a primeira-dama da cidade, Silmar de Souza (UB) e Marli Venson, o vice-prefeito Thiago Almeida (PSB), o presidente e a primeira-dama do legislativo, Manoel Campos (PSB) e Fernanda Motta, que também preside a Sala da Mulher no município, juntamente com as vereadoras Oneide Assunção (PTB) e Leila Mello (UB), secretários municipais Rita Aurélia (Saúde), Luciene Morais (Assistência), Jodirce Miranda (Administração), Otarci Nunes (Finanças), o presidente da Previdência Municipal, Emanuel Arcanjo.

Na ocasião magistrada cobrou urgência de políticas públicas para redução da violência contra as mulheres, que são o maior número de vítimas de assédio. “Poucos legisladores compreenderam a importância de ter uma sala da mulher na Câmara e ainda somos um país onde temos a cultura do patriarcado muito forte. Para que a gente se liberte disso, é preciso estudo e verdadeiro cuidado. Quero parabenizar a todos pelo trabalho”, afirmou a desembargadora.

Entre os dias 23 a 27 de maio, a desembargadora visitou as comarcas de Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis, Cáceres, Barra do Bugres e Tangará da Serra para uma Roda de Conversa da Semana de Enfrentamento ao Assédio Moral, Sexual e Discriminação. Foram as ações do Judiciário que inspiraram os Poderes Legislativo e Executivo de Livramento a elaborarem o Programa municipal. Está em tramitação ainda um projeto de lei que regulamenta as ações.

“Nós mulheres não queremos nenhum privilégio e sinto que algumas pessoas, ignorantes, pensem assim. Vergonhosamente o Brasil ainda é o quinto no mundo que mais mata mulheres. Se as estatísticas fossem verdadeiras, provavelmente seríamos o terceiro”, asseverou Maria Erotides.

“Agradecemos a presença da desembargadora e nos enche de orgulho essa mulher que nos propicia tantos conhecimentos. Quando inauguramos a sala da mulher, em 8 de março, soubemos que na baixada cuiabana apenas nós e Cuiabá possuem Sala da Mulher na Câmara e queremos dizer que todos abraçamos a causa”, disse o presidente da Câmara.

Homenagem – Durante o a solenidade, a desembargadora foi homenageada e recebeu a Chave da Cidade. O título é uma honraria que simboliza confiança. Na antiguidade, as cidades eram fechadas e cercadas e as chaves eram entregues a pessoas que poderiam ter a liberdade de entrar na cidade livremente.

“É uma honra para mim. Já recebi muitas homenagens em meus 71 anos, mas é a primeira vez que eu recebo a chave de uma cidade e estou muito emocionada. Nunca pensei que a terra de Nossa Senhora do Livramento me permitisse uma honra tão grande, vou usar essa chave com o compromisso de ajudar a fazer de Livramento a primeira cidade com o compromisso de ficar livre de casos de assédio sexual e moral”, afirmou a desembargadora.

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil